Skip to main content

Empresas que atuam no setor de transporte relatam dificuldades para encontrar profissionais qualificados, principalmente na área de manutenção. Essa é uma realidade em todo o Brasil, não só na Grande Vitória. 

Se você sempre sonhou em trabalhar no sistema de transporte que mantém a Região Metropolitana em movimento, aqui vai uma boa notícia: oportunidade tem de sobra no Sistema Transcol. O que falta é mão de obra qualificada. 

As empresas operadoras estão com 112 vagas disponíveis nas mais variadas funções. Ocorre que, para algumas destas funções, buscar um profissional preparado é como procurar no escuro, ou seja, não é nada fácil.

“Para a própria função de motorista é difícil de conseguir vaga. Mas o que falta mão de obra mesmo é na parte de mecânica e eletricista, que são profissionais que estamos buscando com a lamparina”, comenta o gerente de tráfego da Unimar Transportes, uma das empresas que operam o TranscolElizeu da Conceição. 

Mas qual o perfil do profissional que as empresas buscam, as vagas em aberto e os requisitos exigidos para contratação? É o que você vai saber neste artigo!

Manutenção lidera falta de mão de obra

A escassez de profissionais é uma realidade no setor em todo o Brasil. E a área de manutenção lidera esse ranking. É o que aponta uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) com o apoio da Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU), entre 3 de abril de 12 de maio de 2023, com 174 empresas de ônibus de todas as regiões do país.

Segundo o levantamento, intitulado CNT Perfil Empresarial 2023 – Transporte Rodoviário Urbano de Passageiros, enquanto 53,4% das empresas apontaram a escassez de motoristas, 63,2% dos entrevistados também informaram faltar mecânicos ou outros profissionais relacionados à manutenção. 

E por aqui, na Grande Vitória, não é diferente. Lembra das funções (mecânico e eletricista) citadas por Elizeu? Pois é, elas são indispensáveis para a manutenção da frota nas empresas de ônibus. O problema é que nem todo mundo está disposto a se candidatar a uma vaga na área. 

“As funções na área de manutenção são as mais difíceis de se conseguir profissionais, pois exigem trabalhar por escala”, afirma a gerente de Recursos Humanos do Grupo Santa Zita, Larissa Emerick. 

Resultado: muitos destes profissionais acabam preferindo trabalhar por conta própria, o que causa uma enorme escassez de mão de obra qualificada nas empresas de transporte coletivo urbano.

“São vagas que, em sua maioria, os profissionais não têm interesse em trabalhar em empresas privadas pois muitos empreendem”, comenta Shirley Lovat, gerente de RH da Viação Grande Vitória, empresa na qual a maior dificuldade de encontrar candidatos é para as vagas de mecânico, funileiro, eletricista, borracheiro e lanterneiro, todas da área de manutenção.

E essa também é uma realidade que atinge a Viação Praia Sol e a Vereda Transporte, empresas que integram o Sistema Transcol.

“Os profissionais que possuem qualificação na área da manutenção normalmente trabalham por conta própria ou em empresas que pagam remuneração maior que a oferecida pelos sistemas de transporte coletivo”, afirma Hudson Coelho Fontes.

Perfil desejado

Mas quem pensa que capacidade técnica é só o que conta na hora de contratar está muito enganado. Para as empresas operadoras do Transcol, ter algumas habilidades pessoais faz uma baita diferença.

“Com exceção do auxiliar de manutenção, busca-se profissionais com experiência na função e que tenham comprometimento, flexibilidade e saiba trabalhar em equipe. Esse é o perfil do colaborador que nós procuramos”, afirma a gerente de RH do Grupo Santa Zita.

O mesmo ocorre com a Vereda e a Praia Sol. “Nós buscamos um profissional habilitado, com experiência mínima de seis meses na função, que esteja disposto a lidar com os desafios que a função apresenta e que seja proativo, ético, resiliente e comprometido em buscar as qualificações necessárias para exercer  as atividades com segurança e qualidade”, destaca o encarregado operacional da Vereda e Praia Sol, Hudson Coelho Fontes.

Há empresas que, inclusive, priorizam as habilidades pessoais na hora de contratar. E, ainda assim, há dificuldade em achar candidatos. É o caso da Viação Grande Vitória.

“Entendemos que o conhecimento técnico poderá ser desenvolvido ou aprimorado, enquanto a responsabilidade e o comprometimento fazem parte do caráter e isso nem sempre é possível desenvolver, mesmo com campanhas ou treinamentos internos. E mesmo assim temos muita dificuldade em fechar as vagas”, comenta Shirley. 

Empresas oferecem cursos e treinamentos

Com exceção de auxiliar de manutenção, para todas as vagas oferecidas nas empresas operadoras do Transcol é desejável ter experiência na função.

Já para motorista de ônibus, além da experiência, é preciso, também, possuir carteira de habilitação nas categorias D ou E e ter realizado curso de transporte de passageiros, devendo esta capacitação ser renovada a cada cinco anos. Estes, aliás, são requisitos básicos previstos no Código de Trânsito Brasileiro para atuar no cargo, explica o gerente de tráfego da Unimar.

Entretanto, diante da dificuldade em encontrar mão de obra qualificada, a solução encontrada por algumas empresas, como a Vereda e a Praia Sol, é investir em treinamentos com profissionais habilitados, a fim de qualificar os próprios colaboradores.

E quando o assunto é Transporte, o Sest Senat é referência. “Mas há também os Centros de Formação de Motoristas, que contribuem para o básico que é a capacitação exigida pelas nossas leis de trânsito. Em relação aos profissionais da manutenção, as escolas técnicas viabilizam cursos de capacitação”, destaca Hudson.

Acesse o site do Sest Senat (www.sestsenat.org.br), veja como obter qualificação e venha fazer parte do nosso time!

Confira as vagas em aberto

Santa Zita Transportes Coletivos:

Vagas: 87
Funções: motorista, manobreiro, fiscal, eletricista, moleiro, borracheiro, servente, lanterneiro, auxiliar de manutenção e mecânico.
Requisitos: com exceção do auxiliar de manutenção, busca-se profissionais com experiência na função. Para a função de motorista, é necessário ter, ainda, habilitação na categoria D e curso de transporte de passageiros.
Como se candidatar: portal Emprega Transporte, do Sest Senat (www.empregatransporte.sestsenat.org.br); ou envio do currículo pelo e-mail: [email protected] ou WhatsApp: (27) 98143-1048.
Endereço: Rua Padre Leandro Del’ Ommo, s/nº, São Francisco, Cariacica.

Viação Grande Vitória 

Vagas: 2
Funções: lanterneiro e eletricista 
Requisitos: para todas as vagas, ensino médio completo e experiência na função.
Como se candidatar: enviar currículo para o e-mail [email protected] ou no site da empresa (vgv.com.br) na aba trabalhe conosco.
Endereço: Rod. Serafim Derenze, 2715, Grande Vitória- Vitória.

Viação Praia Sol e Vereda Transporte 

Vagas: 23
Funções: motorista (18), eletricistas (2), mecânico (2) e lanterneiro (1)
Requisitos: perfil profissional, experiência na função e cursos obrigatórios. Para motorista, é necessário, ainda exame toxicológico e CNH em dia.
Como se candidatar: o candidato pode enviar currículo para o e-mail: [email protected]. As empresas sempre divulgam em suas redes sociais (Instagram: @praiasolevereda; e LinkedIn: Viação Praia Sol) as vagas disponíveis.
Endereço: Rua Humberto Lorenzutti, s/n, Bairro Nossa Senhora da Penha – Vila Velha.

Comunicação GVBus

Autor Comunicação GVBus

Mais posts de Comunicação GVBus