GVBus adere ao “Outubro Rosa”

Por outubro 7, 2022Blog, Capa
Campanha busca conscientizar a população sobre a importância da prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama. Em 2022, são esperados 66 mil casos

Campanha busca conscientizar a população sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama. Doença já matou mais de 17 mil pessoas no Brasil em 2020. Em 2022, mais de 66 mil casos são esperados.

Entre todos os tipos de câncer, o de mama é o mais comum no Brasil, depois do câncer de pele. É também o que causa mais mortes por câncer em mulheres. Em 2020, 17.825 pessoas morreram no país por causa da doença. E em 2022, são estimados mais de 66 mil novos casos. Os dados são do Instituto Nacional de Câncer (INCA).

E se engana quem pensa que o câncer de mama atinge somente mulheres. Apesar de raro, também pode aparecer em homens. Tanto em homens quanto em mulheres, o risco de desenvolver a doença aumenta com a idade, sendo maior a partir dos 50 anos. Ainda assim, muita gente desconhece os sintomas e como detectar este tipo de câncer.

Segundo a médica do Trabalho do Grupo Santa Zita, Dra. Lindsey Silveira, as causas incluem questões físicas e emocionais. “O câncer de mama tem vários fatores. Está muito ligado ao estilo de vida da pessoa, ao sedentarismo, obesidade, consumo de álcool e outras drogas, como tabaco, além da má alimentação. Mas é uma doença que também tem bastante relação com o emocional”, explica a médica.

Neste mês, é celebrada a campanha “Outubro Rosa”, que busca conscientizar a população sobre a importância da prevenção do câncer de mama. E como acontece em todos os anos, o GVBus faz questão de aderir ao movimento!

A importância da prevenção e detecção precoce

O câncer de mama é um tumor com potencial de invadir outros órgãos. Há vários tipos de câncer de mama. Alguns se desenvolvem rapidamente, e outros, não. A boa notícia é que a maioria dos casos tem boa resposta ao tratamento, principalmente quando diagnosticado e tratado no início.

Mas, segundo a Dra. Lindsey, tão importante quanto o diagnóstico precoce, é a prevenção. “Quando se fala em Outubro Rosa se pensa muito em realizar o autoexame, a mamografia. Só que isso não é prevenção, é detecção precoce. Nós temos que falar também de como é necessário ter um estilo de vida saudável, praticar exercícios físicos. É pensar na qualidade de vida, em evitar que a doença apareça, e não somente em descobrir se ela está instalada”, destacou.

Como detectar o câncer de mama?

A maior parte dos cânceres de mama é descoberta pelas próprias mulheres. Por isso é tão importante fazer o autoexame e, se necessário, a mamografia.

Olhe, palpe e sinta suas mamas no dia a dia. Em caso de alterações suspeitas, procure o Posto de Saúde mais próximo.

Havendo indicação médica, a mamografia é o exame indicado para avaliar as alterações. Ela pode ser feita por mulheres de qualquer idade. Já como exame de rotina, a recomendação é que mulheres de 50 a 69 anos façam a mamografia a cada dois anos. Antes dessa idade, há riscos de o exame gerar resultados incorretos.

E se precisar, utilize os ônibus do Sistema Transcol para chegar à consulta, além do aplicativo ÔnibusGV, para verificar os horários e linhas que te levarão ao local do atendimento médico.

Sinais e sintomas do câncer de mama: 

  • Caroço (nódulo) endurecido, fixo e geralmente indolor. É a principal manifestação da doença, estando presente em mais de 90% dos casos.
  • Alterações no mamilo.
  • Pequenos nódulos na região embaixo dos braços (axilas) ou no pescoço.
  • Saída espontânea de líquido de um dos mamilos.
  • Pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja.

Acesse aqui a cartilha do INCA com informações sobre o câncer de mama

Comunicação GVBus

Autor Comunicação GVBus

Mais posts de Comunicação GVBus

Deixe um comentário