Novembro Azul: Conheça os cânceres que mais acometem homens

Por novembro 6, 2020Blog, Capa, Dia a Dia
O câncer de próstata é o tumor que mais atinge os homens brasileiros (29,2% - equivalente a 65.840), segundo informações do INCA para 2020

Em continuidade às ações de combate à doença, em parceria com o Hospital Santa Rita de Cássia, o blog entrevistou um oncologista para chamar atenção sobre a importância dos cuidados com a saúde masculina no novembro azul

O câncer é um das doenças que mais atingem a população brasileira e está entre as principais causas de morte prematura, conforme pesquisa feita pelo Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA). Uma vez diagnosticado precocemente, maiores são as chances de cura devido ao baixo estágio de desenvolvimento da doença.

Ciente dos dados e da importância da prevenção, o GVBus (Sindicato das Empresas de Transporte Metropolitano da Grande Vitória) deu continuidade às ações de combate à essas neoplasias em parceria com o Hospital Santa Rita de Cássia.

Durante esse mês – o novembro azul –, a atenção é voltada para os cuidados com a saúde do homem. Entrevistamos novamente o médico oncologista Loureno Cezana para revelar os tipos de tumores que mais acometem esse público, bem como orientar sobre os sintomas, fatores de risco e tratamento.

Leia Mais: A prevenção é o melhor remédio contra o câncer

Cezana ressalta a importância de procurar um médico e fazer os exames rotineiros para a manutenção da qualidade de vida dos pacientes.

Confira abaixo a entrevista:

Câncer de próstata

O câncer de próstata é o tumor que mais atinge os homens brasileiros (29,2% – equivalente a 65.840), segundo informações do INCA para 2020. Dentre os principais fatores de risco que justificam a incidência, estão o envelhecimento e a hereditariedade. Além disso, os afrodescendentes têm maiores chances de adquirir a doença.

“Quanto mais se envelhece, maiores são as chances de ter câncer de próstata. Se os homens vivessem entre 100 e 120 anos, quase 100% terão a doença” diz.

Como sintomas, os pacientes podem ter o aumento da freqüência urinária, bem como a dificuldade para urinar, sangramentos e achados de doença metastática (nódulos).

Leia Mais: Como salvar o transporte público da crise?

Cezana explica que essa neoplasia pode ser prevenida com hábitos saudáveis de vida, como alimentação, exercícios físicos e idas freqüentes aos consultórios médicos a partir dos 45 anos, para rastrear a presença ou não dos tumores. Durante a consulta, além de exames como o toque real e a ultrassonografia, é avaliado a elevação do PSA (Antígeno Prostático Específico) – proteína presente no sangue e que está associada à presença do câncer.

Câncer de colón

Seguindo as estatísticas dos cânceres que mais acometem o público masculino, está o de colón e reto, com 9,1% (equivalente a 20.540). Esse está associado à presença de casos no histórico familiar, obesidade, sedentarismo e má alimentação – com baixo consumo de frutas e verduras e elevada ingestão de carnes. Os principais sintomas da doença são alteração do hábito intestinal, presença de sangue nas fezes, anemia e emagrecimento.

Diferente dos demais, o médico esclarece que ele pode ser descoberto ainda na fase inicial somente com ressecção endoscópia, evitando a quimioterapia e grandes cirurgias, o que eleva as chances de cura.

“Os exames diagnósticos precisam ser feitos obrigatoriamente a partir dos 50 anos. Porém, se existir ocorrências na família, se discute fazer o acompanhamento mais cedo”, afirma.

Câncer de pulmão

Cerca de 7,9% (equivalente a 17.760) dos homens sofrem com o câncer de pulmão, que está relacionado com a exposição direta ou indireta ao cigarro, além da poluição ambiental e exposição excessiva a substâncias químicas. Os pacientes geralmente apresentam quadros de tosse, alteração da voz e falta de ar.

Leia Mais: Renovação de ar em ônibus supera estabelecido pelas normas

Comunicação GVBus

Autor Comunicação GVBus

Mais posts de Comunicação GVBus

Deixe um comentário